Revelamos 4 dados que pode recolher com os cookies do seu site! (e que dão um boost nas vendas)

Para que servem os cookies?

Está a ver quando entra num site e aparece aquele banner a dizer algo como “Este site utiliza cookies próprias e de terceiros para fornecer uma experiência ótima. Ao continuar a navegar, você concorda com a nossa política de cookies“? Tipicamente servem para as empresas recolherem dados e os usarem para tomar decisões e conhecerem os seus potenciais clientes (se ainda não sabia…de que rocha saiu?).

Mas sabe o que é que costuma acontecer? A maioria desses dados terminam acumulados num qualquer servidor sem que ninguém lhes pegue! E sim, provavelmente o seu hotel é um desses casos – que tem ouro nos servidores e não faz ideia!

Vamos pensar no caso de um hotel. Então, por exemplo, sabe quantos dos visitantes do seu site se converte em potencial cliente a.k.a. Hóspede? E quanto euros vale um visitante que converte?

Espere, espere, não fuja já!

 

Como tirar proveito dos cookies?

 

Saber quem esses visitantes são e poder indicar-lhes aquela campanha da Páscoa, quando eles estão mesmo a precisar de tirar férias? Isso é informação de ouro.

Bem…vamos a isto!

1) Visitas vs Reservas Efectivas

Vamos lá saber: quantas visitas são necessárias antes de um visitante fazer uma reserva? Quantas páginas é que ele visita? Será que visitou primeiro a página do preço? Ou vai primeiro ver as fotos dos quartos? Lá está, saber este tipo de informações pode ajudá-lo a dar ao futuro hóspede aquilo que ele realmente precisa. Por exemplo, porque não despoletar um formulário à 5ª visita (porque sim, você vai poder saber que é na Xª visita que ele converte) para que ele peça mais informações sobre reservar um quarto. Tudo isto, sem recorrer a OTA’s.

 2) Os bons e velhos conhecidos – clientes

Tal como falámos no nosso post de “Como vender mais através da retenção de clientes, só há uma coisa melhor que angariar novos clientes: reter os velhos. Portanto, se já sabe que a família Dias todos os anos em Maio vai ao seu site ou a uma OTA  para reservar aquelas duas semanas em Agosto, porque não enviar um SMS a avisar que tem uma promoção naquela suite familiar com vista para o mar? Sim, também pode converter antigos clientes por via dos cookies recolhidos sempre na mesma altura do ano. 🙂

Saiba como utilizamos este processo na retenção de clientes com o nosso robot de inteligência artificial clicando aqui!

3) Os caça-pechinchas

Sabe uma das razões que leva alguns dos seus potenciais clientes a virarem-se para as OTA’s, em vez de efetuarem a reservar pelo seu website? Pela sua capacidade de apresentarem preços bem chamativos. Sabe qual é o grave da situação? É que os caça-pechinchas estão sempre alerta e vão logo reservar! (millennials chamados à recepção!). Sabemos que este tipo de clientes não são muito lucrativos, mas vale a pena estar atento ao comportamento deles: provavelmente eles vão encontrar o seu Hotel numa OTA e fazem logo a reserva. Após fazerem a reserva, vão ao seu site ver mais fotos, eventos que estejam a decorrer no Hotel e como é o pequeno-almoço. E se você, ao aceder aos registos, já souber quem eles são? Talvez seja interessante captá-los numa próxima vez por email dizendo que tem uma mega promoção!

4) Dias especiais para tudo-e-mais-alguma-coisa

Ele é o Natal, Passagem de Ano, São Valentim, Páscoa, Carnaval…Black Friday…enfim, um mar de datas bonitas e que nos fazem querer fugir para um local onde nos sintamos em casa, mas sem a parte de ter de tratar da casa! E é aqui que o seu Hotel faz um brilharete: como a sua equipa faz um bom uso dos dados do browser, porque não uns tempos antes da loucura começar, mandar um email (ou 2 na loucura!) a quem você já sabe que irá reservar uns dias nessa altura? É um caso a pensar, certo?

Falámos de 4, mas podemos falar de mais se assim o entender. Porque não sentar-mo-nos a falarmos melhor?