Aumentar a taxa de conversão: guia rápido SEM ou Google ADS (2021)

computadores em escritorio. Letras de Google ADS no meio

Neste artigo, vamos fazer um guia rápido, com detalhes mais especializados para tirar dúvidas que possas ter em relação à plataforma Google Ads (SEM), as métricas, os orçamentos e em como o teu negócio pode beneficiar nesta aposta segura.

O que é o SEM (Search Engine Marketing)?

O SEM é uma estratégia de marketing digital usada para aumentar a visibilidade de um site nas páginas de resultados dos motores de busca.

O SEM também pode ser referido como a pesquisa paga ou como pagamento por clique (PPC)

Por que o Google Ads é importante?

Com um número crescente de utilizadores a procurar e a “consumir” na internet, o Google Ads tornou-se uma estratégia de marketing online crucial para aumentar o alcance de uma empresa.

O Google Ads chega aos utilizadores exatamente no momento certo: quando eles estão abertos a novas informações. Ao contrário da maioria da publicidade digital, a publicidade PPC não é intrusiva e não interrompe as suas tarefas.

Como funciona o Google Ads

O Google Ads usa algoritmos complexos para garantir que os resultados mais relevantes sejam mostrados para cada pesquisa, incluindo localização e outras informações disponíveis.

Na publicidade de pesquisa paga, os anúncios patrocinados aparecem na parte superior e ao lado das páginas de resultados dos motores de pesquisa (neste caso Google) para obter mais visibilidade e destaque do que os resultados orgânicos.

O básico para criar uma campanha SEM

  1. Realizar uma pesquisa de palavras-chave e selecionar um conjunto de palavras-chave relacionadas com o website alvo ou produto;
  2. Selecionar uma localização geográfica para o anúncio ser exibido;
  3. Criar um anúncio baseado em texto para exibir nos resultados da pesquisa;
  4. Definir um lance de acordo com o preço que está disposto a pagar por cada clique no seu anúncio.

Também podes ter interesse neste guia prático: como vender no Instagram

Quão caro é o Google Ads?

Esta é a pergunta mais comum que se ouve. A realidade e a resposta certa é “quanto estás disposto a investir”? Não esquecendo que dentro de investimento estamos a falar de:

  • Orçamento Mensal/Diário para as campanhas.
  • Mensalidade:
    – Manutenção de conta
    – Criação de Campanhas

Basicamente, o orçamento é o quanto vai pagar ao Google por mês para colocar os anúncios online – normalmente este valor é dividido para se usar diariamente.

A mensalidade tem duas variáveis – o quanto vai pagar à agência pelos seus serviços de criação e o quanto vai pagar à mesma agência pela manutenção da conta.

As 5 campanhas de Google Ads

1. Campanhas de Pesquisa

Anúncios de pesquisa são os anúncios de texto exibidos nas páginas de resultados do Google   

A vantagem deste tipo de campanha é que está a exibir o seu negócio onde muitos gostariam de estar – no primeiro lugar das pesquisas do Google.

Anúncios de pesquisa adaptáveis

Os anúncios adaptáveis permitem-lhe inserir vários títulos e textos no anúncio, dando liberdade então ao Google selecionar os melhores desempenhos para exibir aos utilizadores.

2. Campanhas de display

São anúncios gráficos que desviam a atenção dos utilizadores dos conteúdos das páginas onde estão a navegar no momento.

3. Campanhas de vídeo

Os anúncios de vídeo são exibidos antes ou depois (e às vezes a meio) dos vídeos do Youtube. Esta plataforma também é uma plataforma de procura – com as palavras-chave certas o seu vídeo ficará à frente de outro interrompendo o comportamento do utilizador o tempo suficiente para chamar a sua atenção.

4. Campanhas para Apps

As campanhas para apps promovem uma aplicação através de um anúncio exibido nas seguintes redes: Pesquisa do Google, YouTube, Google Play, Display e mais. 

Ao contrário dos outros tipos de anúncio, não existe a criação de um anúncio mas sim o fornecimento ao Google das informações do público alvo da sua App e o quanto está disposto a pagar por clique. O Google depois faz o resto e garante que irá mostrar a sua App aos olhos certos.

5. Campanhas de Shopping

Outro tipo de anúncio no Google Ads são as campanhas de anúncios do Google Shopping. As campanhas de compras quando exibidas incluem informações detalhadas do produto, como o preço e imagens. Dá para criar uma Campanha do Shopping através do Google Merchant Center, onde pode-se inserir as informações específicas do produto que o Google obtém para criar os seus anúncios de Shopping.

Em vez de divulgar a sua marca, os anúncios de Shopping permitem-lhe que promova produtos e linhas de produtos específicos. É por isso que, ao pesquisar um produto específico no Google, pode ver vários anúncios de marcas diferentes aparecendo na parte superior e / ou lateral. 

Medir conversões

Dependendo do negócio, uma conversão pode ser contada quando um cliente:

  • Faz uma compra no seu website
  • Inscreve-se num formulário
  • Preenche um inquérito 
  • Faz uma subscrição de newsletter
  • Faz o download de uma app ou PDF
  • Liga para um número de telefone
  • Etc…

Depois de identificar quais ações do cliente que quer acompanhar como conversões, são necessárias apenas algumas funcionalidades simples e gratuitas de implementação para colocar o acompanhamento de conversões em funcionamento para sua campanha.

A configuração do acompanhamento de conversões envolve um código HTML no Google Ads que é colado numa página do seu website que os seus clientes visitam imediatamente após a conclusão da conversão (como por exemplo uma página de “Confirmação do pedido” ou “Obrigado pela sua compra”).

 

Queres vender mais? Olha estas 5 dicas que o poderão ajudar a melhorar as vendas

O que é considerado uma boa taxa de conversão?

A “sabedoria convencional popular dos marketeers” diz que uma boa taxa de conversão é algo como 2% a 5%. Se neste momento está em 2%, existe margem de manobra para subir para os 4% (apesar de ser um salto enorme). Neste momento o seu objectivo é duplicar a taxa de conversão!

Como posso aumentar a minha taxa de conversão?

  1. Angarie e analise os dados do seu website: use-os para criar uma persona de utilizador, ou seja, uma representação do seu utilizador. Aqui vai usar todas as informações valiosas sobre os seus clientes potenciais e utilizadores, incluindo os seus interesses, gostos, desgostos, objetivos e pontos fracos.
  2. Faça uma análise à concorrência: para ter uma vantagem competitiva sobre a sua concorrência, precisa saber quais são os seus pontos fortes e fracos. As pessoas fazem várias pesquisas sobre as possíveis opções antes de fazer uma compra. Eles vão ver a sua concorrência e como você se compara a eles. Ao realizar uma análise ao concorrente, vai poder entrar no lugar dos seus clientes.
  3. Avalie o seu funil de conversões: certifique-se que compreende em detalhe como é a jornada típica do utilizador no seu funil de conversão. Isto vai ajudá-lo a avaliar onde os utilizadores estão a tremer ou a desistir e as razões plausíveis para isso.
  4. Não tenha medo em alterar o seu website: por vezes, as mudanças até menos significativas que possamos achar são o suficiente para fazer clique com o utilizador. Mude o site, tente modernizar, veja o que os outros fazem, corra testes para perceber se o seu website é user friendly!
  5. Crie confiança com avaliações e recomendações: se não existe confiança, não existe conversão. Para construir confiança, pode aplicar táticas como um desconto numa próxima compra caso escrevam-lhe um review.

Aumentar a taxa de conversão tem como consequência melhorar o ROI. 

Dito tudo isto, lembre-se que há empresas que têm mais conversões que a sua – mas a grande diferença é que você leu este artigo e está a pesquisar em como melhorar o seu negócio e certamente se começar a aplicar tudo o que foi aqui dito irá começar a ver resultados. 

O importante é definir os seus objetivos, reunir dados e executar continuamente testes objetivos para descobrir o que resulta no seu público-alvo.

Sabias que podes optimizar as tuas campanhas digitais de forma automática?